"Hati-hati", "tugas" e "Kamus"

Há dias li um artigo com o seguinte título “52 argumentos para namorar com um trabalhador humanitário” e deparei-me com o seguinte (lá no número 45, já no fim da lista):

 

- Eles serão capazes de seduzi-lo com a mais romântica das línguas, Bahasa Indonésia. "Saya cinta Kamu". Ah. Aquece o coração.

 

“Saya cinta kamu” significa “amo-te” em bahasa indonésio, a língua que estou agora a aprender por razões de ordem profissional e geográfica. Confesso que de início (bom, na verdade ainda estou no início) a coisa custa a entranhar, os sons são muito diferentes e as frases gugu-dadá obrigam-nos a uma organização mental completamente nova, ainda que fácil de assimilar.

 

Algumas considerações acerca do vocabulário:

 

“Tugas” significa “trabalho”. Uma mensagem subliminar para o país que me viu nascer e que a Indonésia, antiga colónia, tão bem conhece associando a gente trabalhadora. Bom, isto sou eu a dizer.

 

“Teleponku” é a forma mais comum de dizer “o meu telemóvel”. Favor ler alto e depressa em especial se estiverem no trabalho ao lado do patrão. Harmless!

 

“Kamus” significa dicionário e só decorei porque me lembra Albert Camus e o seu “L’étranger”. A associação perfeita para o caso.

 

E agora um momento enternecedor…ou então não.

 

“Hati” significa coração. Mas “hati-hati” significa “cuidado!”, “atenção!”. Os indonésios sabem do que falam…

 

Sampai jumpar! ou Até para a semana!

Reporter Timor às 01:36 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos