Ouvido nos bastidores #4

 

"Trabalho naquela clínica há anos e nunca vi uma mulher assim. Apareceu-me em estado de choque, ambos os braços cortados abaixo do cotovelo, golpes no rosto, impávida mas não serena, numa cadeira de rodas. O meu país está preparado para cuidar destas vítimas para o resto da vida mas o que fará esta mulher isolada numa montanha?"

 

"Pensei imediamente que no lugar dela me atiraria do primeiro penhasco que encontrasse."

 

Sem dúvida, o mais impressionante relato de violência doméstica que ouvi. E tudo porque o homem decidiu que a mulher dele, com cerca de 30 anos, era demasiado velha e feia para ele tendo decidido casar com uma rapariga, possivelmente, menor de idade. Com cinco filhos para criar, a mulher recusou-se a ficar sozinha.

 

Não consigo imaginar a tortura por que esta mulher passou. Nem como será a sua vida, possivelmente à margem da sociedade, depois deste inferno.

Reporter Timor às 02:54 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos