Adenda ao post anterior

 

Não sei como - às vezes dá-me o alzheimer - esqueci-me de referir o quão úteis foram os meus conhecimentos de indonésio durante a viagem a Rote - cof cof cof -. Desde comprar bilhetes, apanhar táxi (negociar preços não é comigo, mas com o R. um perito nesta matéria) reservar quartos, encomendar o bolo...ui! maravilha.

 

É que isto não é Bali, senhores!, e ele há gente muito antiga nesta ilha perdida.

 

Um grande achado, é o que vos digo!

 

 

Reporter Timor às 08:14 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos