Os amigos do alheio

E pronto, foram-se os sapatos. Ou melhor, as sapatilhas. Três pares assim de uma vez que esta malta não se acanha.

 

A culpa é nossa que os deixámos lá fora. Mas, convenhamos, as minhas sapatilhas estavam ali a jeito porque pisei merda (peço desculpa, não há outra maneira de expor o assunto e as coisas são o que são) para além de que, de tão velhas, já não tinham muita serventia. O que demonstra que os amigos do alheio não são gente dada a esquisitices e só lhes fica bem.

 

Mas a sério que alguém vai usar aquilo?

Reporter Timor às 03:23 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos