O casamento

Quando trabalhava para a RTP internacional fiz um plano de reportagens com o objectivo de partilhar a cultura timorense no mundo, dar-lhe a tão merecida visibilidade internacional e que, na minha opinião, tarda em chegar. Uma dessas reportagens que ficaram na gaveta era conhecer a tradição do casamento. O Namoro, a prenda da noiva (ou dote, que envolve muitas negociações), o noivado e, finalmente, o casório, a boda e o felizes para sempre.

 

Acabei por viver esta experiência como amiga, por vezes confidente.

 

Na foto, uma história de amor que une duas famílias numa só uma lulik. Seguindo a tradição timorense, entraram na igreja de mão dada depois das meninas das alianças e os respectivos pais. Sentaram-se lá à frente com o público para celebrar a missa e só aquando da celebração do matrimónio foi possível vê-los no meio, lado a lado, a concretizar um sonho.

 

 

Lá fora um sol brilhante, como se vê na foto.

 

Felicidades aos noivos!

Reporter Timor às 05:44 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos