O dia chegou

Há anos que a minha irmã grande, que tem a carta desde que nasceu, me pergunta “mas afinal, quando é que te fazes à estrada?”. Para a minha irmã grande, não há liberdade maior do que ter um carro. E ela já teve vários, grandes e pequenos, familiares e comerciais. Conduz maravilhosamente, porque gosta, porque lhe dá prazer e liberdade. E neste aspecto, um carro para a minha irmã grande, é o mesmo que um livro para mim.

Vivi em Lisboa durante 8 anos. quem é que precisa de carro quando temos um metro mesmo ali à porta? o argumento nunca me valeu de nada. sou capaz de ter ouvido 1357 vezes a mesma pergunta “mas afinal quando é que tiras a carta?”.

(E agora que penso nisso, ela nunca me perguntou quando é que terminava a licenciatura ou o mestrado. o que só demonstra que sempre teve muito mais fé nas minhas capacidades intelectuais do que nas mecânicas.)

O dia chegou. E a minha irmã grande foi a primeira a saber. Aquilo deve ter sido uma festa lá em casa saber-se que aos 26 anos a tia T. tem carta e carro, muito embora não seja desta que vai levar a criançada à piscina ou à praia.

(ah! E foi uma sorte o meu sobrinho ter perdido os documentos da licença, senão teria carro e carta antes de mim. Ufa!!!)

E ontem, dia de estreia, lá saí de casa cedinho, a fazer a primeira de tantas manobras com o Y. a torcer para que eu não destruísse o património do senhorio, desejos de bom dia e lá fui estrada fora. E aqui vale a pena dizer que a estrada da minha casa, apesar de alcatroada, tem esgoto a céu aberto de lado a lado, para além de que é a mais estreita da cidade. Oh sorte!!

No meu primeiro dia, que foi ontem, cheguei a ter a sensação de que todas as pessoas que passavam de carro me conheciam. depois lembrei-me que olhavam para mim porque eu ia praticamente parada, numa tentativa de evitar contacto íntimo com as motas que me ultrapassavam pela esquerda e pela direita. sim, ao mesmo tempo!

Pensei "aguentem-se, filhos, que há um ano que ando de táxi e eles não andam mais depressa do que isto".
Reporter Timor às 02:24 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos