Para mais tarde recordar

Em Timor um fotógrafo que se preze, faz casamentos, baptizados e funerais.

Sim, leram bem. funerais.
Ainda não estou em mim do choque. é que parece que é comum tirar-se fotografias do morto. e dos filhos com...o morto. e dos sobrinhos com...o morto. e...do morto.

Como é que eu sei isto?
Um colega decidiu mostrar-me o álbum de família. "Aqui está a minha mulher, os meus filhos, o meu irmão..."

Eis que de repente se vê uma senhora deitada de boca aberta, vestida de branco, deitada dentro de uma caixa branca também.

A isto chama-se choque cultural, meus amigos, e eu não estava nada preparada para conhecer a falecida tia desta forma.
Reporter Timor às 07:43 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos